UTILIZAÇÃO DO GRÃO

Devido à sua composição, a soja pode ser utilizada para diversos fins, tanto alimentares para humanos e animais, como para vários produtos industriais e matéria-prima para agroindústrias. Os grãos de soja podem ser processados, gerando inicialmente o óleo, o farelo e a farinha.

O farelo de soja é empregado na composição de rações usadas na pecuária e na criação doméstica de animais. No caso das rações, o farelo é importante tanto pelo alto valor protéico como também por ser veículo na administração de antibióticos e vitaminas aos animais.

Na alimentação humana, a farinha de soja é empregada na fabricação de pães, doces e na composição de algumas massas. A soja também é usada na composição de cereais prontos para consumo, na carne de soja, lingüiça e em salsichas especiais.

A farinha também pode ser processada em porções muito pequenas, produzindo farinha desengordurada, com teor de proteína aproximando-se de 47%, com baixas porcentagens de gordura e fibra. Tem propriedades funcionais, que a tornam um ingrediente alimentar bem versátil e de baixo custo, usada em alimentos para bebês e em produtos com baixo nível calórico.

Além da farinha, existe o leite, um subproduto da soja, que é um bom substituto do leite convencional, sobretudo no caso de pessoas com sensibilidade à lactose. O granulado de soja é usado como componente de adesivos, espumas, conglomerados e caixas, fibras, alimento de abelhas e até fabricação de cerveja e adubo.

Saiba tudo sobre chá de hibisco

O óleo de soja é processado em três produtos básicos, que são:

– Óleo refinado comestível: matéria-prima de margarinas, óleo de cozinha, maionese e temperos, gordura vegetal e produtos farmacêuticos, como os repositores hormonais.
– Óleo refinado para fins não alimentares: ingrediente de velas, sabões, tintas, plásticos, lubrificantes, desinfetantes e inseticidas, além de matéria-prima para produção de biodiesel.
– Lecitina: usada em produtos químicos, cosméticos e têxteis, alguns alimentos e sorvetes.

Nota-se, portanto, a vasta gama de opções de utilização da soja. É empregada sob diversas formas. Por exemplo, é matéria-prima essencial, em alguns casos, ou um bom substituto em outros, de produtos como farinhas, óleos e até mesmo da carne. Devido a essas utilizações e a sua grande produção, justificam-se a importância e o destaque da soja no agronegócio brasileiro.

Fontes

http://www.cnpso.embrapa.br

http://www.corol.com.br/curi2.htm

http://www.aboissa.com.br/soja/utilizacao.htm

http://www.vegetarianismo.com.br/artigos/soja1.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *